domingo, 30 de janeiro de 2011

Titanic - 1953

Foi mais um filme sobre o Titanic, feito em 1953, do gênero drama, dirigido por Jean Negulesco. Seu enredo é centrado em torno de um casal que embarcou na viagem inaugural do RMS Titanic, em abril de 1912. Júlia Sturges (Barbara Stanwyck), uma dama da alta sociedade, embarca no Titanic acompanhada pelos filhos, Annette (Audrey Dalton) e Norman (Harper Carter), e deixa para trás o marido, Richard Ward Sturges (Clifton Webb). Júlia está cansada do estilo sofisticado do seu esposo e planeja viver nos Estados Unidos com os filhos. Richard arruma um jeito de embarcar no último minuto e descobre que Julia quer se divorciar dele. Eles acabam discutindo e coisas duras são ditas, mas quando o Titanic bate num iceberg e começa a afundar, todos os problemas deles se tornam bem pequenos diante da grande situação de perigo. O filme além do enredo familiar, e de brigas entre casais, mostra que diante de perigo grande o ser-humano procura se redimir, no caso Júlia se redime com o marido, e o mesmo lhe pede perdão. O filme em geral não é perfeito a história real, mas é bem emotivo, um desses momentos acontece perto da hora final do navio, quando os passageiros começam a cantar a música Nearer My God To Thee, uma marca na história do navio. Considerado o primeiro filme feito em Hollywood que retrata o RMS Titanic.

Ficha Técnica:




Estados Unidos  P&B • 98 min




Direção: Jean Negulesco
Produção: Charles Brackett
Roteiro: Charles Brackett, Richard L. Breen e Walter Reisch
Elenco original: Clifton Webb, Barbara Stanwyck, Robert Wagner, Audrey Dalton, Harper Carter, Thelma Ritter, Brian Aherne e Richard Basehart
Música de: Sol Kaplan
Distribuído por: 20th Century Fox 
Idioma original: Inglês
Lançamento: 16 de Abril de 1953




Primeiro filme "hollywoodiano", Titanic, de 1953, é um filme muito emotivo


Cena em que vemos o navio chocando-se com o Iceberg


Em um modelo muito bem feito, vemos os últimos momentos do grandioso navio britânico

5 comentários:

Mário disse...

nesse famoso filme tem o erro crasso do choque do icebergue, na superficie o titanic choca do lado correcto, na cena debaixo de água o gelo raspa no lado contrário.

Tirano Sauro Rex disse...

É um bom bost. O filme até que é legal. Mas memsos endo antigo poderia ter mais realismo. O naufrágio poderia ser bem amis realista. E custaria até menos, não tendo que gastr com explosivos.

Luiz Ricardo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Rodrigo Aparecido Piller disse...

Esquecendo todo e "erro"... O filme é interessante, tem uma trama que considero bem trabalhada e os desfechos da história entre pai e filho são primeiramente mt tristes, se tornando trágicos no final...

Num tom geral, o filme passa longe de ser um documentário, mas tem cenas e cenários interessantes, um visual caprichado,,, incorreto mas bem realizado...

SERGIO JUNIOR disse...

Bom filme,tudo bem que é cheio de erros mais eisso não atrapalha o bom filme.
ÓTIMO POST.